Valeu Zé!!!

Valeu Zé!!!
21/02/2017   Publicado por Marco Marcelino  

Zé é um substantivo masculino que usamos para chamar um indivíduo comum. Eu conheço, e você certamente também, uma porção de pessoas que atendem pelo nome de Zé. Mas, eu preciso dizer algo sobre um indivíduo que foi muito especial e que nos deixou no último dia 15 de fevereiro.

Zé Roberto da Fremplast, como era amplamente conhecido, foi um dos químicos e empresários mais brilhantes que eu já conheci. E, se você não conheceu, sinto em dizer que perdeu uma grande oportunidade. Simples, irreverente, aprendi com esse cara uma lição que vou levar para toda a vida. Seja qual for o seu momento, nunca deixe ninguém perceber as suas fraquezas. “As pessoas se afastam quando você está na pior”! Isso ele me disse no refeitório da fábrica enquanto almoçamos, certa vez.

Zé lidava com os piores momentos como aprendizado e construiu uma indústria de tintas com muito esforço e dedicação. Zé Roberto foi um desses caras que já era ícone quando eu comecei minha carreira, em 1999. Eu o assistia em palestras e, com o passar dos anos, passei a atuar profissionalmente ao seu lado. Que prazer!!!

Foram inúmeros eventos e viagens por diversas partes do mundo. Enquanto eu cobria eventos em busca de novidades, Zé Roberto estava atento às novidades. Mas quando ele chegava em um estande e via a novidade, abria um sorriso e me dizia: isso eu já fiz! E quantas foram as vezes em que eu fui checar e comprovei que realmente ele já havia desenvolvido mesmo a tal tinta com uma qualidade tão boa quanto e, às vezes, mesmo superior.

Homem de uma visão futurista, sempre acreditou nas pessoas. Ele sempre agiu como empresário na produção de produtos de qualidade e sempre valorizou a promoção da sua marca como forma de fazer o negócio prosperar. Isso foi, na minha opinião, a sua fórmula de sucesso: Pessoas, Processo, Produto e Promoção. Até parece que era formado em Marketing. Explodia para defender o seu ponto de vista mas, durante anos, abriu mão da sua opinião forte para que os filhos pudessem assumir seus devidos papéis na sucessão da empresa.

Ele era do tipo que dizia na “lata”, gostasse você ou não, mas tratava todos com muito carinho e respeito. Zé tinha um coração grandioso. O Brasil já teve vários personagens, mas nenhum como Zé Roberto da Fremplast. Esse indivíduo foi único e vai deixar saudades. Um empresário que nunca escondeu a sua opinião e fez frente a muitas causas que ajudaram a criar oportunidades de mercado, seja para a sua própria empresa ou para os concorrentes. Aliás, vale lembrar que sua despedida reuniu familiares, amigos, funcionários, clientes, parceiros e concorrentes.

Eu dedico este editorial a todos os familiares, que têm motivos para se orgulhar desse Homem e Empresário de atitude. Registro aqui minha eterna gratidão por compartilhar algumas experiências ao seu lado. Zé Roberto deixa um legado para os filhos que têm a responsabilidade de dar continuidade ao grande trabalho que vem sendo desenvolvido por uma indústria, das mais antigas do segmento, e uma das mais intensas e brilhantes que já conheci.

Até a próxima,

Assinado: Zé, um individuo comum





Veja Também: