Tudo é uma questão de tempo

Tudo é uma questão de tempo
27/03/2017   Publicado por Marco Marcelino  

Walter Longo, presidente do grupo Abril, disse algo muito inteligente, e que eu quero compartilhar com vocês. “Empresas não morrem somente por fazer coisas erradas. Morrem também por fazer coisas certas por um tempo longo demais.”

Tempo é a palavra-chave aí. Porque ser produtivo é o grande desafio dos dias de hoje. Nunca na história estivemos tanto tempo conectados e, paralelamente, nunca desperdiçamos tanto tempo envolvidos em tarefas completamente desconexas com as nossas metas. Um jovem senhor de 70 anos, experiente gestor de grandes companhias, certa vez me disse o seguinte: em uma empresa, quem não está vendendo está atrapalhando as vendas. O que isso significa?

Para chegar às metas, é necessário ter algumas habilidades. Quanto maior o conhecimento somado aos recursos inovadores, menor o tempo para se alcançar os resultados que os empresários desejam. Mas é aí que talvez more a grande questão dos nossos tempos: o que, de fato, os empresários desejam? Conversando com alguns líderes das maiores empresas, percebo que o leme está virado na direção de obter cada vez mais resultados.

Mas que isso está cada dia mais difícil. E o que a produtividade tem a ver com isso? Penso que não há mais dúvida de que a tecnologia e as novas mídias tornaram o mundo apenas mais complexo. Elas até conseguem nos ajudar a dar escala e a obter resultados em menos tempo, mas isso ainda é para poucos. O uso equivocado da tecnologia, que é o que mais se vê, acaba tornando a perda de tempo irreversível.

Numa analogia bastante contemporânea, fazer bom uso dos recursos disponíveis é o mesmo que usar o Waze. Já não é uma grande novidade e, mesmo que você saiba a direção, o caminho é dinâmico em razão do trânsito.

Quem não tiver inteligência para se mover na direção do cliente mais adequado à sua realidade irá levar mais tempo para atingir as metas e os respectivos resultados.

Pense nisso. E, se quiser conhecer a nossa visão como plataforma de negócios, estou à disposição.

O meio revista evoluiu e nós podemos fazer mais por sua empresa – bem mais do que você imagina.Não perca tempo!

Até a próxima,

Marco Marcelino, diretor editorial





Veja Também: