Proposta para um 2017 arrebatador

Proposta para um 2017 arrebatador
21/12/2016   Publicado por Marco Marcelino  

Se você decidir ler este editorial até o fim, vai saber de uma proposta inédita para ganhar algo bem interessante. E não é promessa. É compromisso. Você já deve estar cansado de ler sobre os momentos difíceis. Ou se perguntando “quando será que tudo voltará a ser como antes? ” Mas, espere um minuto: será que esse “antes” era tão bom assim?

Eu, assim como você, conheço pessoas que reclamavam da situação já antes dessa crise. Assim como temos visto alguns negócios prosperarem agora, em plena crise, certo? O meu desafio com este editorial é provocar uma reflexão sobre aquilo que podemos fazer para melhorar. E é por isso que “O CARA” que apresentamos na matéria de capa desta edição fala sobre “por que os planejamentos falham”.

Daniel de Tomazo é diretor de planejamento da Ogilvy e acaba de se tornar vencedor do Prêmio Caboré deste ano. Eu estava ansioso para sair na frente com um tema de tamanha relevância – e com uma entrevista muito especial com um vencedor do Caboré.

Na minha opinião, os vencedores, assim como as empresas de sucesso, têm características e comportamentos similares. Uma empresa pode até surfar no oportunismo de uma demanda, mas é todo um conjunto de valores o que define um negócio bem-sucedido. Para começar, não adianta planejar bem e não aplicar. Ou mudar o rumo do planejado por causa dos interesses dos clientes.

Eu cometi esse erro aqui mesmo na revista. Por sorte (ou competência), não comprometi a qualidade em si do produto, nem das matérias, que sempre foram elaboradas com todo o cuidado possível. O valor percebido foi abalado, porque alguns anunciantes criaram um estereótipo de que mídia impressa não funciona mais – o que é uma enorme falta de conhecimento, principalmente levando em consideração as mudanças sistêmicas que fizemos na identificação de novos leads com a distribuição inteligente.

Sim, nós conseguimos entregar um artigo ou anúncio para um público específico e absolutamente de acordo com suas características. Mas quem disse que nós somos apenas mídia impressa? Já nos metemos a fazer rádio e atuar na área de produção de algumas empresas. Mas não deu certo. Aliás, temos muitas iniciativas que não deram certo. Mas sempre estamos engajados em fazer a mensagem chegar ao potencial cliente – e cada vez melhor.

Eu gosto de aproximar pessoas e ajudar os nossos clientes a vencer barreiras de prospecção. Por isso temos hoje um conjunto de ferramentas de mídia. Temos a revista impressa, temos aplicativos para smartphones e tablets, temos notícias diárias no site e somos ativos nas redes sociais, além de nos comunicar de forma orgânica com milhares de pessoas por e-mail.

Investimos muito em 2016 para atuar em 2017. Fez parte do nosso planejamento do ano passado. E, para o próximo ano, temos muitas novidades. A principal delas é que nós vamos ajudar no seu planejamento, e eu quero lhe dar um presente: uma pesquisa de mercado de posicionamento da sua empresa em relação aos seus principais competidores.

Entre em contato diretamente comigo por e-mail e eu explico como iremos usar ferramentas nas quais investimos para lhe mostrar algo surpreendente. É só escrever para o meu e-mail mmarcelino@serinews.com.br com o assunto #pesquisa

Até mais 😉

Marco Marcelino, diretor editorial





Veja Também: