Defina Comunicação Visual?

Defina Comunicação Visual?
26/05/2017   Publicado por Marco Marcelino  

 

A diferença entre olhar e ver uma oportunidade de negócio.

Não cheguei ontem ao mercado. Assim, depois de anos realizando estudos sobre o ambiente e me relacionando com as principais mentes da área no Brasil (além de algumas celebridades internacionais), não temo dizer que a comunicação visual é capaz de gerar muito mais do que um processo de sinalização. Entender isso é muito complexo porque nos obriga a pensar fora da caixa e contextualizar o que, de fato, faz parte desse trabalho. O que vem à sua mente quando você lê “comunicação visual”?

Da mesma forma que o nome “outdoor” ficou limitado ao entendimento da representação de um tipo de mídia num tablado de madeira com 9×3 metros, no qual se colam folhas de papel para expor a quinzena de uma campanha (em vez de entender que outdoor é todo e qualquer tipo de mídia fora de casa , ou “out of home”), a comunicação visual ficou limitada, no senso comum, ao trabalho de impressão em banner, adesivos, placas e faixas.

Mas, você sabe, ela vai muito além disso, e o seu poder vem crescendo exponencialmente com a ajuda das mídias sociais (aliás, outro termo que merece uma séria reflexão…). O fato é que o ecossistema da comunicação visual soma 498.794 mil empresas ativas no Brasil. Duvida? Venha conhecer o nosso estudo de perto e se espante com a galáxia de possibilidades que existe diante da sua empresa.

Um dos motivos que me fez estudar o mercado foi o limite imposto por um empresário, numa palestra em 2001, que fazia parte de um evento de mídia extensiva, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Na época, ele representava uma das três maiores empresas do segmento e apresentava sua nova impressora digital. E falava do quão saturado estava o mercado frente à guerra de preços. Essa guerra nunca deixou de existir e segue cada vez pior, mas a quantidade de equipamentos foi multiplicada por oito, chegando a um status de 35.364 (até o primeiro trimestre de 2017) como apontam os meus estudos. Isso falando somente de impressoras digitais com tecnologia solvente, UV, têxtil direto e indireto (sublimação) e látex. Ou seja, impressoras para grandes formatos, que comunicam visualmente com a impressão de chapas, lonas, adesivos e tecidos, além de muitos outros materiais.

O ponto é que outras tecnologias de impressão, como digital offset, flexografia para embalagens e até mesmo os equipamentos de digital signage, telas que parecem monitores, também comunicam visualmente e vêm fazendo parte do bolo de investimento. E aí eu faço questão de lembrar: tudo que comunica visualmente gera um valor percebido maior. Um copo de café num copo branco é muito mais barato que um copo branco de café com um logo da Starbucks. O café, confesso que particularmente prefiro outro, mas é inegável que a marca gera identificação, escolha e consumo.

Quantos outros casos de sucesso não vemos a partir do uso da comunicação visual? Além da embalagem e das mídias exteriores, quantos não são os estímulos no ponto de venda que fazem você, assim como eu, escolher um produto?

Na minha opinião, a impressão vem ganhando cada vez mais espaço na geração de valor e escolha das marcas. Com a evolução da tecnologia, a integração entre offline e online também está ampliando as áreas de atuação. Quanto maior o uso de dados, maior a capacidade de prestar um melhor serviço e conquistar mais clientes. Quanto maior o número de clientes, mais dados. E isso está transformando as empresas.

Para você entender o crescimento exponencial a que me refiro: cerca de 100 empresas “que usam impressão digital” somam mais de 2.5 bilhões de reais em faturamento por ano. Juntas, essas empresas geram pouco mais de 6 mil empregos diretos e fazem investimentos significativos em tecnologias de impressão. Agora imagine o poder da comunicação visual se ampliarmos e entendermos que a ciência associada a tudo isso ainda é pouco praticada…

Há espaço, dinheiro e receptividade para o que você faz. A chave da questão é acessar e saber aproveitar as melhores informações a respeito desse universo da comunicação visual. Para isso, estamos à sua disposição.





Veja Também: