Cliente é para guardar do lado esquerdo do peito

Cliente é para guardar do lado esquerdo do peito
15/09/2017   Publicado por Fernanda Pilão  

Hoje, dia 15 de setembro, é Dia do Cliente. Data comemorativa especial para as empresas entrarem em contato, e mostrarem para seus clientes o quanto eles são importantes. Queremos falar com vocês sobre como temos que cultivar o relacionamento com essa peça tão importante nos negócios.

A cultura das empresas é que novos clientes irão tomar o lugar daquele que partiu. Essa ideia é o foco principal das empresas, mas não é bem assim. Cada cliente é fundamental para sua empresa. Assim como cada cliente terá uma relação com seu negócio. Seu dever é fazer o que for possível para cultivar essa relação.

Ao contrário do que muitos pensam, sua relação com o cliente não termina após uma venda. Justamente quando conseguimos esse novo cliente, começa um trabalho de fidelização. Nesse processo, o marketing de relacionamento é a principal ferramenta. Não basta suprir as expectativas do cliente, sempre procurar surpreender e se manter presente.

Marketing de relacionamento cria valores. Ajuda a romper os limites de compra e venda e ir construindo os valores. Traga os clientes para dentro do seu mundo e as oportunidades são infinitas. O cliente não corre atrás somente de uma compra ou adesão de serviços, ele espera que a expectativa criada seja satisfatória.

Porque, mesmo quando os clientes se declaram satisfeitos com o serviço, não garante fidelidade? Porque a satisfação é simplesmente o cumprimento das expectativas, e a fidelidade é a superação das expectativas.

Não prometa aquilo que não pode cumprir. É uma maneira simples de manter seu cliente satisfeito. Controlando as expectativas, sempre conseguindo cumpri-las e de vez em quando ir aquela distância extra, faz toda a diferença no seu relacionamento com o cliente. Mantenha-se informado sobre as coisas que ele precisa. Ouça a opinião que ele tem sobre o seu serviço.

Algumas dessas coisas são clichês básicos que todo mundo fala. Mas todo mundo fala justamente porque faz toda a diferença.





Veja Também: